“Amanhecer”

17 nov

E quanto mais se aproxima dia 18, mais ansiosa eu e Manú ficamos para a estréia de “Amanhecer – parte 1”, e para enganar a ansiedade ficamos ligadas nas entrevistas e premieres com o elenco.

Nesta segunda tivemos a premiere mundial em Los Angeles, e para passar pelo Black Carpet as meninas investiram no longo.

Ashley Greene decidiu apostar no clássico vermelho, até a cor do batom foi vermelho, uma proposta bem duvidosa que beira cair na cafonice, mas que desta vez deu certo.

Só achei meio fraquinho o cabelo, poderia ter feito algum penteado, fora isso achei o look bem apropriado para o evento, e quando o assunto é beleza Twilight nem precisa estar muito produzida se você é a Ashley Greene.

 Nikki Reed anda melhorando bastante seus look nos red carpets, sempre adorei o estilo da Nikki no dia-a-dia, mas toda vez que ela ía para algum evento raramente acertava, e para a divulgação de “Amanhecer” Nikki tem se superado.

O escolhido da vez foi um longo verdinho ao estilo grego, para dar aquele toque ‘glamouroso’ nada melhor do que as aplicações de brilho no vestido.

No make ela foi bem simples, só com cílios bem marcados e um batonzinho cor de boca.

E para fechar a noite… a última a passar pelo ‘black carpet’ surpreendeu a todos com um fenda que deixou todo mundo paralisado.

Como é de costume Kristen Stewart não deixou seu tênis com vestido de fora do evento, ao chegar no local ela usava um par de sneakers Nike, mas logo trocou por uma peep-toe Roberto Cavalli maravilhosa, que Manú ficou doidinha querendo uma pra ela também.

Não teve pra ninguém, com certeza Stewart foi a mais bela da noite, adorei o vestido J. Mendel azul royal com brilhos, a maquiagem e o ninho de cabelo com tranças entrelaçadas.

Os meninos, Robert Pattinson e Taylor Lautner parece que andam combinando as tonalidades das cores juntamente com Kristen Stewart para as premieres…

…em LA estavam todos em tons azuis e grafite e ontem à noite Rob e Taylor escolheram seus ternos pretos para acompanhar o vestido preto Roberto Cavalli novamente brilhoso de Kristen em Londres.


E novamente o tênis Nike:

Dessa vez Stew apostou num olho um pouco mais leve, mas mesmo assim continuou com o seu tradicional esfumado, o vestido é sem comentários… pois amei o detalhe da transparência na borda e o cinto de couro Alexander McQueen, a peep- toe de veludo é Jimmy Choo.

Ontem também foi divulgada a capa da revista “EW” deste mês, o trio de atores ilustra um recente photoshoot bem divertido sem muita produção.

Abaixo você confere a entrevista da ‘EW’ com o trio, é longa mais é super legal:

“Cara,” diz Kristen Stewart. “Tinha uma coisa tão impressionante sobre aquilo,”

Uma hora atrás, Stewart, Taylor Lautner e Robert Pattinson – também conhecidos como os Astros da Saga Twilight – tiveram suas mãos e pegadas imortalizadas em cimento do lado de fora do Grauman’s Chinese Theatre em Hollywood. Ainda sorridentes, palmas manchadas com um leve cinza, a atriz de 21 anos solta poesia para seus colegas de trabalho por um momento sobre como se sentiu quando logo após deixar sua marca para a posteridade ela impulsivamente agarrou as mãos de Lautner e Pattinson. “O concreto era tão arenoso e eu nem olhei, apenas achei a mão de vocês e aquilo realmente se sentiu como algo,” ela diz. Os caras com os quais ela está falando, sendo caras, explodiram em gargalhadas. Stewart encara eles com uma raiva de brincadeira: “Sabe o que? Fodam-se vocês bem nas fuças por rirem de mim.”

Pattinson, 25 anos, sorri e pega no pé dela por como ela foi cheia de pose durante a cerimônia. “Eu notei o quão graciosa você foi antes,” ele diz, “Todo mundo tipo ‘Kristen Stewart é tão estranha.’ E você é toda tipo Senhorita Graciosa esses dias.”

Não é apenas Stewart que amadureceu. Breaking Dawn – Part 1 é o penultimo capítulo baseado na série bestselling de Stephenie Meyer – e entra em coisas chocantes. (Sim, sim: alerta de spoiler). No filme, que foi dirigido por Bill Condon (Dream Girls), fãs irão ver seus puros heróis, Bella e Edward se casarem (!) e finalmente transarem (!!), o que leva à gravidez que arrisca a vida de Bella com um feto metade-vampiro e uma sangrenta cena de parto que você terá que ver para acreditar. Agora que a produção em ambos filmes (a parte 2 estará nos cinemas em novembro de 2012) terminou, os atores oficialmente começaram suas carreiras pós-Twilight. Lautner, 19 anos, estrelou no thriller Abduction, Pattinson recentemente terminou Cosmopolis; e Stewart está em um pequeno descanso de filmar Snow White and the Huntsman, co-estrelando Charlize Theron e Chris Hemsworth. O trio – incansável em sua pegação no pé – conversou com EW tomando café e comendo guloseimas em Los Angeles.

O que Bill Condon trouxe pra franquia como diretor?

Kristen Stewart: Acho que você pode sentir o coração dele. Genuinamente. É tão fácil ser influenciado por cinismo, em tirar muito da coisa que é sentimental. Falas foram cortadas antes – eu definitivamente tive essa experiência nos sets de Twilight e disse, “Oh, mas aquilo era tão fofo.” Bill não fez isso. Ele manteve tudo. Ele realmente manteu toda a #$%!@ da história de amor. Acho que perdemos isso por um tempo, e agora se sente real novamente.

Vocês viram o filme já finalizado. Vocês estão desapontados sobre algo que foi cortado?

Taylor Lautner: A cena do parto, com certeza.

Robert Pattinson: Sim, a cena do parto – e a cena do sexo.

Stewart: Ambas. Eu queria mais de ambas.

Pattinson: Também o fato de que vimos versões daquelas cenas que são bem –

Stewart: Melhores.

Assumo que a classificação de 13 anos foi um problema.

Pattinson: Isso apenas limita coisas, tipo ângulos de câmera. Também havia essas partes na cena do parto onde Bella estava com dor –

Stewart: É com isso que realmente estou desapontada – e conversei sobre isso com o Bill. Foi mais simpatético ou algo quando fiz a cena com menos energia, e foi mais fácil para ele contar a história. Mas no livro, Bella está gritando, NÃOOOOOO (Kristen se levanta e demonstra) E eu fiz daquele jeito – doido e estilo Exorcista. Eu estava indo com a mistura estranha de se tornar a mãe mais selvagem que você pode imaginar e também lutar pela minha própria vida. Quero dizer, eu estava uma doida. Eu estava uma doida absoluta.

Pattinson: Todos estavam cagand* nas calças antes que fizemos a cena do parto porque era uma coisa tão grande. Mas acho que nós três sentimos que foi um grande dia. Fazer uma tomada que é 5 ou 6 minutos de duração e sentir que você acertou cada parte…

Lautner: Eu ainda amo a cena do parto. Sei que é frustrante que algumas coisas não estão lá.

Stewart: Sim, eu ainda amo também.

Vocês tiveram a chance de ver alguma imagem da cena do sexo antes que fosse modificada?

Pattinson: Tem uma versão que foi realmente intensa.

Stewart: No livro você não vê o sexo e fato, mas eles conversam disso depois e é intenso pra caramba. Gravar a cena não foi uma experiência completa porque foi tão fragmentada. Fizemos pequenas filmagens individuais do rosto dele, meu rosto, as mãos dele. Cinematicamente, colocado tudo junto, é incrível. Realmente gosto, mas de verdade não fizemos aquela cena.

Pattinson: E quando fizemos eles ficaram nos falando para parar. (Risadas)

Stewart: Eu sei! Bill ficava, “Para de vai e vem!” (Risadas)… Quero dizer, eu não queria realmente ter sexo com ele no set mas…

Pattinson: Por que não? [risadas] Você pode ver meu cofrinho – Por que cofrinho não faz ser classificação para maiores? Você vê meu cofrinho o tempo todo.

Lautner: Eles diminuiram, ou acho que apagaram o cofrinho.

Pattinson: Foi realmente culpa da Kristen que estava indo para classificação de maiores. (Falando com Stewart) Seus movimentos elaborados – ninguém viu movimentos assim em um filme de classificação de 13 anos! (Risadas). A coisa de classificações é sobre barulhos.

Stewart: Tipo se o vai-e-vem dele coincide com meu ohhhhhh – aí não está ok.

Pattinson: Se uma cena de sexo é classificada para maiores a primeira coisa que você faz é tirar os sons e colocar música por cima. Mesma coisa se é uma cena de horror, você tira os gritos.

Lautner: Ou em uma cena de ação, se você está dando um soco na cara de alguém você tira o barulho do contato do punho no rosto.

Stewart: Dei um soco em Chris Hemsworth na cara semana passada enquanto gravava SWATH. Dei um olho roxo pra ele.

Lautner: O Que? Sério? Você deveria fazer isso?

Stewart: Eu deveria ter errado ele.

Você alguma vez deu um olho roxo para alguém antes?

Stewart: Não. E tenho que dizer para qualquer um que já esteve antes nessa situação onde, sendo uma garota, você acha que não vai fazer estrago nenhum – mas faz um estrago da porr*.

Lautner: [Risadas] Uau.

Stewart: Pois é! Ele estava sobre mim, tipo, todo estilo Caçador, e eu fui e boom. Eu me virei. Soquei ele fora do close-up dele. E então comecei a chorar. Me senti horrível.

Lautner: Você está brincando comigo? Sei que você se sente horrível na hora, mas depois você se sentiu meio bem?

Stewart: Se sentiu bem no sentido que sei que agora isso (ela demonstra seu punho) funciona. Eu posso socar Chris Hemsworth. Posso fazer aquele homem cambalear. E eu não fiz tão forte quanto podia. (Pattinson e Lautner gargalham)

Lautner: Fiz  a mesma coisa em Abduction.

Stewart: Você bateu em alguém?

Lautner: Sim. Ele apagou. (Conversando com Pattinson) Na verdade foi o cara que fez seu pai em Water for Elephants.

Pattinson: Oh meu Deus!

Stewart: Você deixou ele inconsciente?

Lautner: Sim! E ele é enorme. Foi só por meio segundo. Foi uma daquelas coisas de ultimo minuto onde o cara da coreografia veio e disse, “Taylor, você precisa estender mais – (Para o outro ator) Illia Volok, você precisa estender seu queixo mais.” Na próxima tomada eu acerto ele bem no queixo, e ele foi pro chão. Ele acordou rápido, mas ele tinha esse pedaço de carne, tipo, saindo da boca dele. Eu me senti miserável sim. Mas então depois é quando me senti tipo, “Uau!”

Rob, e você? Alguma vez já derrubou alguém em um filme?

Pattinson: Acho que soquei alguém na cara em Remember Me. Tinha essa parte onde eu estava no chão repetidamente batendo em alguém, e eu ficava (sussurrando) “Desculpa, desculpa.” Mas ele nem parecia sentir nada. (Risadas)

Rob, ultima vez que conversamos você chamou o Edward de “mariquinha” – em parte porque ele carrega um balde para Bella vomitar quando ela está grávida e doente. Pensei que você estava sendo metafórico. Então vi o filme e você realmente carrega um balde para Bella quando ela está doente.

Stewart: E isso não é comportamento de mariquinha, na minha opinião.

Pattinson: Essa não foi a parte de mariquinha disso. A parte de mariquinha foi a outra coisa. A parte de mariquinha…

Lautner: Fala logo! (Risadas)

Stewart: Cara! Chega! Não diga “parte de mariquinha” de novo. Isso é muito típico de uma conversa que teríamos no set.

Pattinson: [Zuando de si mesmo] “Eu não entendo, Bill! O que é isso? Eu vou sair desse set se você me obrigar a fazer esse comportamento de mariquinha…”

Stewart: A coisa é, estamos brincando agora. Isso é tudo de zuação. Mas no set isso sempre rolava! (Gesticula para Pattinson) Algumas vezes eu poderia matar ele! (Olha afetuosamente para Pattinson, que acabou de comer um pedaço de guloseima) Você tem porcaria na sua cara toda. Você parece um idiota.

Então agora que vocês seguiram para diferentes projetos, se sente como começar em uma nova escola?

Stewart: É assim o tempo todo. É assim que estar nessa indústria se sente.

Lautner: Essa é a coisa normal. Twilight é o anormal.

Pattinson: Também pela fama de Twilight, você chega em um set com uma certa familiaridade de qualquer mandeira. As pessoas irão tratar você diferente.

Stewart: [Suspira] Sim, é estranho. É a parte mais estranha de ser “famoso”, porque você não tem a chance de dar mais primeiras impressões. Todo mundo já tem uma impressão de você antes que você os conheça.

Pattinson: Então você sente como se já esteja se defendendo. Também você precisa se tornar amigos rapidamente com as pessoas em um filme, especialmente o elenco, e se você não pode sair com eles ou socializar de uma forma real..

Stewart: É prejudicial.

Taylor, isso foi verdade para você em Abduction?

Lautner: Sim,foi parecido. Você quer começar completamente do zero.

Algum de vocês faria TV?

Pattinson: Eu faria, sim. Nunca me viciei tanto quanto eu estava viciado no show The Wire. Nunca conheci ninguém do show e acho que se eu alguma vez visse alguém – Michael K. Williams ou David Simon – eu literalmente choraria. Eu interpretaria qualquer papel em The Wire se eles fizessem outra série.

Stewart: Eu não iria querer fazer. Quando começo a produção em um filme – e eu sei que já usei essa metáfora um milhão de vezes – mas é como se eu fosse uma latinha de Coca-Cola que chacoalharam. Tudo que quero é terminar, por mais que eu ame o processo.

Produzir ou dirigir é de interesse de vocês?

Stewart: No momento em Snow White estou tendo a experiência mais plena como um ator. Sou próxima do diretor, ele me ouve, e é crédito dele que me sinto assim porque estou tendo meu primeiro gostinho de realmente colaborar. Usualmente como um ator você levanta suas mãos e “Isso não é comigo.” E amo atuar. Honestamente, amo olhar na lista de elenco onde está o nome do meu personagem acima do meu nome – é por isso que estou aqui. Mas também é tão bacana está no nível dele, dar uma opinião e ser levada a sério.

Então o que vocês querem fazer em seguida?

Stewart: Eu quero ir pra casa. Mal posso esperar para não estar trabalhando e ir pra casa e me interessar com algumas coisas. (risadas) Quero ver o que estou a fim. Quero descobrir o que eu quero. Não posso responder essa pergunta agora, mas mal posso esperar para ser capaz de respondê-la.

Taylor, houveram boatos que você e Gus Van Sant estão se juntando para um filme baseado em um artigo no The New Yorker que você adquiriu.

Lautner: É extremamente pré-maturo. Amo Gus e sempre fui um grande fã dele. Nunca pensei que teria uma oportunidade de trabalhar com ele então… veremos.

Então o que podemos saber agora?

Lautner: Que eu sou um enorme fã de Gus van Sant. [risadas]

Certamente seria uma jogada inesperada depois de Abduction.

Lautner: Eu nunca quero fazer a mesma coisa. Eu quero fazer algo diferente. E o que for que eu termine fazendo em seguida, eu vou querer algo diferente depois.

É difícil quando seus outros filmes, como Abduction ou Water for Elephants, não se saem na bilheteria como um filme Twilight?

Stewart: Você nunca pode comparar.

Lautner: Você apenas tem que dizer a si mesmo que isso é fora desse mundo. Você tem que saber disso quando entra.

Pattinson: Existem duas formas de se pensar sobre isso… Quero dizer, não tem como ter seus filmes sendo imensamente de sucesso e receber 100% de crítica positiva toda santa vez.

Lautner: Certo.

Pattinson: É impossível. Se você está tentando vender um filme ou um projeto para um estúdio e você sugere por um segundo que você é um artista, você está fora da porta.

Existem atores que parecem serem capazes de fazer filmes indie e grandes filmes de estúdio.

Pattinson: Mas quantas pessoas existem, realmente quem pode fazer isso?

Stewart: Cara! Então você não acha que eles existem? Existem atores fenomenais que fazem ambos filmes comerciais e pequenos. Catherine Keener! Julianne Moore! Tem muitos.

Pattinson: Olhe para você, apenas esperando para me contradizer.

Stewart: É apenas que isso é o que eu quero ser. Então se você fala que não existe, é uma grande coisa pra mim. Tipo, isso é tudo que aspiro ser e você está falando que não existe. Você não tem que escolher um caminho ou outro.

Definitivamente existem atores que podem fazer ambos.

Stewart: Não é? [Ela sorri, colocando uma mão no joelho de Pattinson e outra no de Lautner] Vamos lá, rapazes! Vamos ver se podemos fazer isso.

Continuando com as premieres, ontem aconteceu simultaneamente com Londres, a premiere em NY, um pouco mais intíma, mas igualmente refinada, as atrizes presentes eram  Nikki Reed e Ashley Greene.

Para acompanhar a modernidade de NY as duas escolheram looks bem minimalistas, Ashley com seu corpo super malhado arriscou colocar a famosa tendência da barriga de fora…

Nikki por sua vez também não ficou para trás com um vestido quase neon…

achei bem adequado os vestidos das duas, e dessa vez até gostei do cabelo da Ashley sem penteado mesmo,combinou com o estilo minimal.

E você? Já garantiu o seu ingresso para ver o casamento do ano? Ainda não? Então corre porque só para a pré- estréia hoje à noite já foram vendidos 370.000 ingressos em todo o Brasil.

Goooostaram???🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: